Sines: Turismo industrial sustentável arranca na Galp Energia

O turismo industrial em Sines vai arrancar este mês através de um projeto-piloto entre o Sines Tecnopolo e a Galp Energia, permitindo visitas à refinaria da empresa, a maior instalação industrial do país.

A iniciativa intitula-se ‘Sines – Turismo Industrial Sustentável’ e é promovida pela incubadora de empresas, envolvendo, nesta primeira fase, a Galp Energia. O projeto-piloto, que conta com o apoio da câmara municipal, foi inaugurado sexta-feira, com uma visita à refinaria da Galp, uma das maiores empresas nacionais e que tem em Sines aquela que é considerada “a maior instalação industrial do país”.

Mónica Brito, presidente do SinesTecnopolo sublinha a complementaridade da oferta.

Além das pessoas que procuram, especificamente, este nicho de oferta, “curiosos e estudiosos” das questões industriais, todos os turistas são potenciais consumidores da experiência, complementar à variedade de outras à sua disposição, adianta a responsável.

A iniciativa vai começar a ser alargada a outras empresas com instalações industriais em Sines, várias das quais estão interessadas em aderir, como a EDP, a REN, a Repsol, a Repsol ou a PSA.

Para já, o projeto vai ser implementado na refinaria de Sines da Galp Energia. O diretor Martinho Correia vê com entusiasmo esta parceria.

Já o presidente da Câmara de Sines, que destacou a aposta no produto sol e mar, na gastronomia e nos desportos náuticos, não deixou de salientar a importância da industria na história de Sines.

O objetivo do Sines Tecnopolo passa ainda por, no futuro, transferir o projeto para ‘as mãos’ de empreendedores, contribuindo para gerar novos negócios.

O desenvolvimento do turismo industrial em Sines insere-se no projeto Aportar, promovido pelo município, que inclui uma plataforma multimédia com o património relacionado com o Gabinete da Área de Sines, criado em 1971 para a implantação do complexo industrial e portuário.

Por: Helga Nobre

Fonte: Antena Miróbriga